0800 940 1288

NU_OPEN

NOTÍCIAS

  • Começa no próximo dia 01 de agosto o levantamento de dados para elaboração do Diagnóstico Técnico Participativo (DTP), nos trinta e dois municípios espírito-santenses aderentes ao projeto.
    O DTP é a quarta das seis etapas previstas para a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) e consiste em um diagnóstico da infraestrutura e dos serviços de saneamento básico do município.
    Serão quatro equipes de campo, compostas por técnicos da Universidade Federal Fluminense (UFF), que percorrerão o estado do Espirito Santo durante todo o mês de agosto. Os primeiros municípios a serem visitados são: Pedro Canário, Montanha, Anchieta, Piúma, Dores do Rio Preto, Atílio Vivácqua e Mimoso do Sul. A previsão é de que até 31 de agosto todos os municípios participantes tenham concluído esta etapa.
    Além do levantamento de informações sobre saneamento básico, está prevista a realização da primeira capacitação dos técnicos municipais, responsáveis pela elaboração do PMSB. Ainda neste período, haverá a reunião pública em cada um dos 32 municípios.
    As reuniões públicas são abertas à população em geral e são o principal espaço de participação popular. Informe-se sobre a programação do seu município, envolva sua comunidade e participe!

  • Escrito em05.07.2016 Equipe UFF inicia o trabalho de campo com teste de sistema
    Escrito por comunicacao
    em NOTÍCIAS

    A Universidade Federal Fluminense iniciou nesta terça-feira, dia 5 de julho de 2016, os testes do sistema de informação para elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico. Esta etapa irá avaliar as possíveis vulnerabilidades, para que a equipe de tecnologia, possa corrigi-las aprimorando o sistema para a execução da etapa de diagnóstico nos mais de 100 municípios aderentes ao projeto nos estados do Espirito Santo e Maranhão.
    Os testes levarão três dias e estão acontecendo nos municípios de Guaçuí e Bom Jesus do Norte. A equipe formada por quatro técnicos aplicará os seis questionários eletrônicos, para levantamento de dados primários, com o uso de tablets, como deverá ser feito na etapa de diagnóstico em todas as cidades. O objetivo desta ação é testar os diversos equipamentos de campo, a adequação dos questionários de levantamento de informações e o sistema de banco de dados e processamento das informações.

  • O Instituto Trata Brasil, a Fundação SOS Mata Atlântica, o Movimento Água Limpa é a Onda e a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016 lançaram uma campanha que reúne esforços pela universalização do saneamento com uma petição pelo direito à água tratada e o esgoto coletado e tratado no país.
    O foco principal da Campanha é alertar a população sobre seus direitos com o saneamento básico, sobretudo obter políticas públicas e a ações que possam garantir a universalização do saneamento e a qualidade de vida, visando o acesso aos serviços mais básicos, como até mesmo o esgoto tratado, e a preservação de nossas praias e rios.
    Saiba como participar em:
    https://tratabr.wordpress.com/2016/06/29/campanha-saneamento-ja-cobra-universalizacao-do-saneamento-no-pais/

  • Escrito em29.06.2016 Brasil vai sediar o 8º Fórum Mundial da Água
    Escrito por comunicacao
    em NOTÍCIAS

    Evento de lançamento reúne representantes de 60 países, em Brasília.

    Aconteceu, entre os dias 27 e 29 de junho de 2016, em Brasília, o lançamento oficial do 8º Fórum Mundial da Água, que ocorrerá na capital federal em março de 2018. Será a primeira vez que o Brasil receberá o evento.


    Esta etapa chamada “kick- off meeting”, contou com a participação de cerca de 700 representantes de 60 países. Especialistas debateram, ao longo dos três dias, temas relativos ao compartilhamento de água. O objetivo foi estabelecer um roteiro para o evento em busca de trabalhos que compartilhem conhecimento e proponham soluções aos problemas enfrentados para os recursos hídricos.
    Brasília foi escolhida para sediar 8º Fórum durante 51ª Reunião do Quadro de Governadores, do Conselho Mundial da Água, em fevereiro de 2014, em Gyeongju, na Coreia do Sul e Brasil será a primeira edição deste evento no hemisfério sul do planeta.


    Realizado a cada três anos, o fórum é o maior evento mundial que reúne governantes, empresários, representantes de organizações não-governamentais e demais envolvidos com o assunto. O objetivo é manter a questão da água na agenda ambiental internacional e, entre outras coisas, encontrar soluções para o aproveitamento sustentável dos recursos hídricos do planeta. A última edição do evento ocorreu na cidade francesa de Marselha e contou com a participação de 35 mil pessoas de 147 países.

MAIS NOTÍCIAS